Paleontologia, Divulgação Científica e as Melhorias Sociais

Em 21 de março de 2020 Por: Caio Hander Obolari Lana Em 1 de julho de 1989 foi criada a associação dos amigos do sítio paleontológico de Peirópolis, após aproximadamente um século de exploração pela mineração manual, trazida por imigrantes europeus e italianos (1890 a 1960) e com máquinas e explosivos, comandada pela mineradora CalcárioContinuar lendo “Paleontologia, Divulgação Científica e as Melhorias Sociais”

Como protozoários da família Trypanosomatidae se tornaram parasitas de mosquito palha?

Em 20 de março de 2020 Por: Sarah Cristina Pereira do Nascimento Atualmente, existem vários parasitas causadores de patologia que possuem em seu ciclo biológico vetores invertebrados. Protozoários da família Trypanosomatidae, como os do gênero Leishmania (responsável pela leishmaniose) e Trypanosoma (responsável pela doença de chagas) são parasitoses de alta importância médica. A necessidade deContinuar lendo “Como protozoários da família Trypanosomatidae se tornaram parasitas de mosquito palha?”

Primeiro fóssil de macaco da América do Norte: O intercâmbio das espécies entre as Américas

Em 20 de março de 2020 Por: Gabriella Parreiras Torres Os Platyrrhini são um grupo de primatas que possuem as narinas distantes entre si e voltadas para o lado, diferentemente dos Catarrhini que possuem as narinas voltadas para baixo. O clado Platyrrhini inclui os macacos do novo mundo, ou seja, do continente americano, sendo desconhecidaContinuar lendo “Primeiro fóssil de macaco da América do Norte: O intercâmbio das espécies entre as Américas”

Ave conservada de 46 mil anos encontrada na Sibéria!

Em 18 de março de 2020 Por: Zandora Hastenreiter Quantos anos você daria para a ave desta imagem? Independente da idade que você atribua, provavelmente vai ser longe da idade real deste pássaro. Prontos pra saber a verdade? Este indivíduo tem aproximadamente 46 mil anos. Incrível, né? Daí você se pergunta: como? Exemplares de animaisContinuar lendo “Ave conservada de 46 mil anos encontrada na Sibéria!”

Descoberto o menor dinossauro do Mesozoico

Em 16 de março de 2020 Por: Clara Massote Pidner Paleontólogos descobriram e descreveram a espécie Oculudenativs khaungraae, um dinossauro cujo tamanho se equivale a um beija-flor. Dado que aves são descendentes diretos dos dinossauros, o fóssil preservado em âmbar intrigou os acadêmicos já que mistura características de aves atuais com aves há muito extintas.Continuar lendo “Descoberto o menor dinossauro do Mesozoico”

Preguiça marinha da América do Sul!

Em 11 de setembro de 2019 Por: Vítor Emídio de Mendonça É estranho imaginar, mas há cerca de sete ou oito milhões de anos atrás, os mares da América do Sul possuíam uma fauna muito diferente do que observamos hoje. Um exemplo que é particularmente chocante de um dos animais marinhos desse período – conhecidoContinuar lendo “Preguiça marinha da América do Sul!”

Registro de pegadas fósseis revela vida de répteis marinhos

Em 12 de setembro de 2019 Por: Carolina Gomes Ferreira Cientistas da Universidade Federal do Paraná relataram, em 2004, o primeiro registro de icnofósseis no sul do Estado de Goiás, isto é, de rastros fósseis que indicam atividade biológica de um grupo de tetrápodes que viveu no período Permiano (cerca de 298 milhões de anosContinuar lendo “Registro de pegadas fósseis revela vida de répteis marinhos”

Ensinando paleontologia à crianças surdas: uma abordagem inovadora

Em 13 de setembro de 2019 Por: Bruna Pires Rodrigues Ensino de paleontologia nas escolas, tanto de nível fundamental como médio,por si só já é um desafio. Entretanto, esse desafio é acrescido quando atarefa é ensinar paleontologia para crianças surdas em uma escola voltadajustamente para esse público. Dessa forma, Mário André Trindade Dantas eFernanda TorelloContinuar lendo “Ensinando paleontologia à crianças surdas: uma abordagem inovadora”

Cientistas chineses comprovam a existência de angiospermas no período Jurássico

Em 12 de setembro de 2019 Por: Ana Maria Abreu Santos Uma pesquisa liderada por Xi Wang e Zhong-Jian Liu, do Centro de Conservação e Pesquisa de Orquídeas, em colaboração com cientistas do mundo todo, descreveu, em 2018, um fóssil de angiosperma, a qual nomearam Nanjinganthus – Nanjing se refere à cidade chinesa onde oContinuar lendo “Cientistas chineses comprovam a existência de angiospermas no período Jurássico”

Colorindo fósseis: a redescoberta do pigmento avermelhado

Em 13 de setembro de 2019 Por: Lívia Stemler de Godoi Quintão Você já se perguntou como a cor de animais extintos é determinada? Essa pode ser uma tarefa difícil, uma vez que os registros fósseis raramente apresentam tecidos moles preservados o suficiente para se identificar pigmentos, o que abrange justamente as partes referentes àContinuar lendo “Colorindo fósseis: a redescoberta do pigmento avermelhado”