Encontrado no Brasil um fóssil de uma nova espécie de primata extinto durante o Pleistoceno, que se assemelha a macacos-aranhas atuais

22 de novembro de 2021 Por: Nicolas Arthur Assis Leal O esqueleto quase completo de um primata foi descoberto em um depósito de fósseis referente ao Pleistoceno no estado da Bahia, Brasil. O fóssil se assemelha muito a macacos-aranhas atuais, possuindo semelhanças craniais com estes primatas. Além disso, ele indica que os macacos do novoContinuar lendo “Encontrado no Brasil um fóssil de uma nova espécie de primata extinto durante o Pleistoceno, que se assemelha a macacos-aranhas atuais”

O mais recente fóssil de Leão das Cavernas (Panthera spelaea intermedia) encontrado na Itália

06 de julho de 2021 Por: Amanda Lorena Marques Rosa Um grupo de pesquisadores da Universidade de Parma descobriu, em 2017, um fóssil de um Felídeo pertencente ao grupo Panthera (Leo) spp. em uma planície aluvial perto de Cremona, na Itália. O felídeo em questão é mais conhecido como “Leão das cavernas”, que chegava aContinuar lendo “O mais recente fóssil de Leão das Cavernas (Panthera spelaea intermedia) encontrado na Itália”

Cobras morando em mamute contam como era o clima na Era do Gelo

06 de julho de 2021 Por: Victor Leone de Alcântara Fósseis de cobras encontradas dentro de fósseis de mamutes são usados por cientistas do México para estimar as condições climáticas em região do centro do México durante o Pleistoceno, época que abrangeu o período conhecido como Era do Gelo. Ao todo foram identificados 106 restosContinuar lendo “Cobras morando em mamute contam como era o clima na Era do Gelo”

O Leão de Natodomeri: crânio de um dos maiores felinos que já existiu é encontrado no Quênia

17 de junho de 2021 Por: Ana Paula Gomes Pesquisadores encontraram um crânio de um leão, conhecido como Leão de Natodomeri, na região da África oriental, datado do final do Pleistoceno Médio e Tardio, no qual se destaca seu grande tamanho em relação aos leões fósseis e vivos. Em 2014, Fredrick Manthi foi apresentado àContinuar lendo “O Leão de Natodomeri: crânio de um dos maiores felinos que já existiu é encontrado no Quênia”

Uma filhotinha de lobo do Pleistoceno

20 de janeiro de 2021 Por: Rafael Henrique Mateus Pereira É fato que as mudanças climáticas tem provocado alterações na temperatura e dinâmica do clima em todo o mundo. Um dos efeitos que podem ser observados, é a elevação da temperatura em locais onde o frio é costumeiro, como nos círculos Ártico e Antártico. NoContinuar lendo “Uma filhotinha de lobo do Pleistoceno”

Raro fóssil de ave do Pleistoceno é encontrado na Sibéria

18 de janeiro de 2021 Por: Guilherme Marinho Estado de preservação fóssil do animal permitiu identificação da espécie, seu sexo e idade Um grupo de cientista suecos encontrou uma carcaça de ave em um estado de preservação excepcional. Segundo os pesquisadores, achados desse tipo são mais comuns para grandes mamíferos, mas dessa vez eles encontraramContinuar lendo “Raro fóssil de ave do Pleistoceno é encontrado na Sibéria”

O carniceiro de mamíferos pleistocênicos no Nordeste brasileiro

16 de janeiro de 2021 Por: Bruna Garzedim Foram encontrados fósseis de mamíferos de grande porte e herbívoros, sendo eles Notiomastodon platensis, Eremotherium laurillardi e Glossotherium sp., no tanque do Jirau, em Itapipoca, no estado do Ceará. Estes apresentaram características tafonômicas até então inusitadas no depósito de vertebrados datados do Pleistoceno no Nordeste do Brasil,Continuar lendo “O carniceiro de mamíferos pleistocênicos no Nordeste brasileiro”

O Nordeste brasileiro e os gigantes que ali habitavam

20 de setembro de 2020 Por: Pedro O nordeste brasileiro é muito conhecido por paleontólogos devido à imensa riqueza de fósseis ali presentes. A região de Vitória da Conquista, localizada na Bahia, é mais um exemplo de local muito especial para encontrarmos verdadeiros gigantes que já habitaram o nosso continente, a megafauna. Esses seres viveramContinuar lendo “O Nordeste brasileiro e os gigantes que ali habitavam”

As Paleotocas de Minas Gerais: icnofósseis singulares e ameaçados

11 de setembro de 2020 Por: Júlio, J.L. Pesquisadores brasileiros publicaram nos últimos anos, os primeiros registros de paleotocas desenvolvidas em formações ferríferas no Brasil, em Minas Gerais. Neste contexto, a caracterização da paleotoca da Serra do Gandarela (AP38) é ainda mais especial, pois trata-se do único testemunho para o Quadrilátero Ferrífero (QF) da megafaunaContinuar lendo “As Paleotocas de Minas Gerais: icnofósseis singulares e ameaçados”