Quando surgiram as Angiospermas? Pergunte aos insetos polinizadores!

24 de junho de 2022

Por: Clara Queiroz Rosa

A origem das Angiospermas, isto é, plantas com flores, ainda é relativamente obscura. Não se sabe ao certo quando ocorreu nem quais foram seus ancestrais diretos. No entanto, sua evolução pode estrar relacionada com o surgimento de insetos polinizadores, sendo estes pequenos animais fundamentais para o ciclo de vida destas plantas. Logo, o aparecimento de fósseis desses insetos pode nos dar uma pista da idade desse grupo de plantas que é o mais abundante na biosfera terrestre, atualmente.

A maioria dos insetos polinizadores extintos possuem registros fósseis que datam a partir do Cretáceo, período do qual também se iniciam os registros de angiospermas. Entre eles estão incluídos vários tipos de artrópodes conhecidos atualmente como besouros, mariposas, moscas, vespas e abelhas. Porém são poucos os registros com origem anterior ao Cretáceo, sendo conhecidos apenas algumas moscas e vespas parasitoides.

Dentre as moscas pré-Cretáceas, as da subordem Brachycera se incluíam no grupo dos visitantes de flores. Foram encontrados vários fósseis desse grupo em rochas sedimentares na China que datam do período Jurássico, ou seja, rochas que são alguns milhões de anos mais velhas que o início do Cretáceo. Tais fósseis compreendem espécies dos grupos Pangoniinae, Apioceridae e Nemestrinida (imagem de capa), organismos que podem ser importantes para entender quando surgiu a polinização.

Fósseis desses animais mostram que eles possuíam peças bucais com morfologia mais adaptada para alimentação em flores, ou pelo menos em estruturas similares a flores. Esses primeiros insetos polinizadores possuíam aparelhos bucais longos e tubulares, o que os ajudava a alcançar e sugar o néctar em flores longas e tubulares. Além disso, também foi notada a presença de algumas espécies de moscas com uma camada densa de pelos, similar ao que possuem as abelhas atuais para carregamento de pólen. Isso tudo os relaciona com a polinização e indica que algumas plantas da época já teriam desenvolvido tanto estruturas florais, quanto nectários.

As moscas Brachycera possuem seus representantes mais antigos datando do Jurássico Médio, sendo que final do Jurássico Superior ocorreu uma irradiação de espécies dessa subordem. Juntamente com essa irradiação, pode ser que a variedade de espécies de angiospermas presentes no ambiente também aumentou a partir do Jurássico Superior, podendo inferir que elas tenham sua origem ainda mais cedo, provavelmente no Jurássico Médio.

Em conclusão, somente porque há uma falta de registros fósseis de angiospermas que sejam mais antigos que o período Cretáceo não significa que elas não existissem até então. Isso pode ser argumentado estudando as relações ecológicas dos ambientes pré-históricos, como a relação planta-polinizador. Sendo assim, a existência das moscas citadas no Jurássico Superior é uma evidência direta da ocorrência de angiospermas com nectários no mesmo período, seguindo para o refinamento das relações mutualísticas com o passar do tempo.

Artigo fonte: Ren D. (1998). Flower-associated brachycera flies as fossil evidence for jurassic angiosperm origins. Science, v. 280, n. 5360, p. 85-88. Doi: 10.1126/science.280.5360.85 <Clique aqui para acessar o artigo fonte>

Fonte e legenda da imagem de capa: Protonemestrius jurassicus, um tipo de inseto polinizador do grupo Nemestrinida (A: desenho esquemático; B: foto do fóssil; C: aparelho bucal). Modificada do artigo fonte.

Publicado por Alexandre Liparini

Mineiro, gaúcho, sergipano, e por que não, alemão? No caminho sempre a paleontologia como paixão e agora como profissão. Adora dar aulas e pesquisar sobre origens e evolução. Se esse for o tema, podem perguntar, por que não?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: