Aranha fóssil repatriada é nomeada em homenagem à Pabllo Vittar

23 de novembro de 2021

Por: Samuel Assad Castro Coury

Palpimanidae é uma família de aranhas terrestres e noturnas comumente encontradas em regiões tropicais e subtropicais. São poucas as espécies descritas, principalmente por serem pouco estudadas, entretanto recentemente foi encontrado o fóssil do membro mais antigo dessa família nas américas: Cretapalpus vittar.

Primeiramente vamos falar sobre essa família de aranhas: são conhecidas por ter hábitos noturnos, possuindo uma cutícula muito espessa por todo o corpo, exceto no opistossoma (“bundinha” da aranha). Elas também possuem as pernas da frente maiores, característica que favorece com que elas predem outras aranhas e ainda assim consigam evitar mordidas de sua presa.

Agora sobre a aranha recentemente descoberta, sabe-se que ela é da era Mesozoico (250~65 milhões de anos), mais especificamente do Cretáceo (145~100 milhões de anos). O espécime é um macho e o que diferencia o Cretapalpus vittar das outras espécies já conhecidas, é que algumas partes de suas pernas são diferentes, especialmente a patela que possui uma projeção que se assemelha a um espinho. O fóssil é originário do Ceará e foi traficado ilegalmente para os EUA. Com auxilio do Ministério Público Federal, foi possível repatriar esse item fundamental para a ciência e história natural das américas. Seu nome é uma homenagem ao cantor e drag queen Pabllo Vittar, que possui presença internacional e leva para o exterior um pouco da cultura brasileira.

Essa aranha é uma peça importante na nossa história, pois muitos fósseis são traficados para o exterior e instituições internacionais se recusam a repatriar. Um caso recente é o Ubirajara jubatus, que foi enviado ilegalmente para a Alemanha e o museu que está com a peça se recusa a devolver.

Que a Cretapalpus vittar seja um exemplo internacional para repatriação de peças e que a história natural do Brasil e de outros países sejam respeitadas! #UbirajaraBelongsToBr

Artigo fonte: Matthew R. Downen and Paul A. Selden. (2021). The earliest palpimanid spider (Araneae: Palpimanidae), from the Crato Fossil-Lagerstätte (Cretaceous, Brazil). Journal of Arachnology, v. 49, p. 91-97. DOI: 10.1636/JoA-S-19-059 <Clique aqui para acessar o artigo>

Material complementar consultado: Matéria “Fóssil de aranha com nome que homenageia Pabllo Vittar é devolvido ao Ceará após ser traficado para fora do Brasil”, publicado no g1 CE, por Cadu Freitas, em 21/10/2021 <link para a matéria>.

Fonte e legenda da imagem de capa: Nessa imagem pode-se observar uma foto do fóssil da Cretapalpus vittar, ao lado um desenho interpretativo da região ventral. Imagem extraída do artigo fonte.

Publicado por Alexandre Liparini

Mineiro, gaúcho, sergipano, e por que não, alemão? No caminho sempre a paleontologia como paixão e agora como profissão. Adora dar aulas e pesquisar sobre origens e evolução. Se esse for o tema, podem perguntar, por que não?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: