Métodos lúdicos no ensino da paleontologia na educação básica

11 de setembro de 2020

Por: Sandra Leticia

Uma revisão sobre o estudo da paleontologia na educação básica — Press release.

Apesar de a paleontologia ser um tema muito interessante para toda a sociedade e para os alunos do ensino fundamental e médio, é um assunto problemático na educação básica. A falta de conexão entre o ensino da paleontologia e áreas afins como a evolução, biogeografia e a geologia compromete o aprofundamento do aluno nessa área tão fascinante da biologia.

É relevante considerar que há muitos equívocos cometidos pelos alunos da educação básica em relação à paleontologia. Informações erradas são passadas constantemente pela mídia o que reforça uma necessidade urgente de ensinar os alunos a filtrar informações, porém a mídia não é a única responsável pela disseminação de informações erradas. Há muitos livros didáticos com erros conceituais e professores que não conseguem passar a informação corretamente para os alunos.

Visando promover uma consolidação maior do saber e tentando preencher a lacuna de conhecimento deixada pelos livros didáticos, alguns professores adotam medidas lúdicas para facilitar o estudo da paleontologia por estudantes do ensino fundamental e médio. Essas atividades estão divididas entre jogos, visitação a museus, oficinas, palestras e claro o manuseio de réplicas fósseis. Essa didática lúdica é fundamental para instigar os alunos a conhecer cada vez mais sobre o maravilhoso mundo dos fósseis e fixar o conhecimento adquirido em sala de aula.

A união entre uma aula teórica com conceitos corretos e bem definidos e integrados a outras áreas do conhecimento e métodos lúdicos para a resolução de questões complexas é a chave para a construção de um aluno interessado e apto a discutir e construir o conhecimento sobre a paleontologia e a ciência no mundo contemporâneo.

Artigo fonte: Dias, Bruna Borba; Martins, Rodrigo Milek. (2018). Métodos didáticos no ensino da paleontologia na educação básica do Brasil. Anuário do Instituto de Geociências (ISSN 0101-9759), v. 41, n. 2, p. 22-30. DOI: http://dx.doi.org/10.11137/2018_2_22_30 <Clique aqui para acessar o artigo fonte>

Legenda e fonte da imagem: Crianças visitando um museu. Imagem extraída do site londonist. com <link>

Publicado por Alexandre Liparini

Mineiro, gaúcho, sergipano, e por que não, alemão? No caminho sempre a paleontologia como paixão e agora como profissão. Adora dar aulas e pesquisar sobre origens e evolução. Se esse for o tema, podem perguntar, por que não?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: