Ovo fóssil de crocodilo é encontrado no Piauí

14 de maio de 2022

Por: Isabela Magalhães

No artigo é reportado que um ovo fóssil de crocodilo, coletado em 2015, no Sítio Pé da Serra do Félix, no município de Simões, Sudeste do Piauí. Porém os resultados do estudo só foram divulgados em 2020 e finalmente publicados em um artigo científico em 2022. Atualmente, esse ovo fóssil se encontra depositado na coleção paleontológica do Museu Dom José (Sobral, Ceará).

Este é primeiro ovo amniótico (ovos dotados de quatro membranas extraembrionárias) para os sedimentos da Formação Romualdo, localizada na Chapada do Araripe. O material estudado corresponde a um único ovo preservado no interior de uma concreção carbonática (massa dura e compacta de matéria formada pela precipitação de cimento mineral), referente a um crocodilo, pertencente ao grupo Crocodylomorpha.

De acordo com os autores o diâmetro desse ovo fóssil é menor quando comparado entre outros ovos já encontrados. Além disso, sua casca possui uma espessura considerada grossa, especialmente quando comparada a outros ovos fósseis relatados para o Brasil. Estudos feitos por tomografia, revelaram estruturas básicas de um embrião dentro do ovo, podendo se tratar do primeiro ovo fóssil no mundo com vestígios embrionários de Crocodylomorpha.

Encontrar espécimes de ovos fósseis é muito raro e quando encontrados são apenas fragmentos de cascas ou espécimes bastante danificados, pois são provenientes de materiais muito frágeis. Este tipo de espécime traz um potencial informativo muito grande. Os ovos, cascas, ninhos e restos embrionários fossilizados, trazem algumas questões relativas à reprodução de espécies já extintas, assim como os aspectos evolutivos, tafonômicos, composicionais, paleoambientais, paleoclimáticos, paleobiológicos e paleogeográficos.

Artigo fonte: Abreu, D., Oliveira, P. V., Viana, M. S. S. (2022). Um ovo fóssil no Piauí. Revista da Academia de Ciências do Piauí, v. 3, n. 3, p.320 – 335. <Clique aqui para acessar o artigo fonte>

Fonte e legenda da imagem de capa: A imagem disponibilizada no artigo, é dos dois lados da concreção com o ovo fossilizado, encontrada no Piauí. Figura extraída do artigo fonte.

Publicado por Alexandre Liparini

Mineiro, gaúcho, sergipano, e por que não, alemão? No caminho sempre a paleontologia como paixão e agora como profissão. Adora dar aulas e pesquisar sobre origens e evolução. Se esse for o tema, podem perguntar, por que não?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: