Os cavalos podem ter revolucionado a forma de entender a evolução?

16 de setembro de 2020

Por: Marcela Cristina Raso Mattos

A síntese evolutiva moderna proposta por Darwin não deixou muito espaço para a existência de outras hipóteses que explicam os fenômenos e os processos que envolvem a história da vida na Terra. Após a revolução Darwiniana diversas áreas do conhecimento foram afetadas, principalmente a ciência. Pensando que a paleontologia recria a história da vida na terra através de registros fossilíferos, pode-se imaginar como a evolução proposta por Darwin, deixou todos os paleontólogos do mundo loucos para provar ou contradizer essa teoria. Os pesquisadores então começaram uma nova jornada em busca de evidências que pudessem dar verificabilidade para essa nova suposição.

Felizmente essa jornada não foi muito longa, em meio a muita insegurança em aceitar a nova teoria de Darwin, sendo questionados cada detalhe de seu livro (A origem das espécies), um grupo taxonômico abasteceu os paleontólogos com uma abundância de fósseis. Os equídeos, agora podiam ter uma sequência evolutiva elaborada de forma completa. Para compor essa história os protagonistas foram os biólogos Huxley e Kovalevski, que defendiam a teoria da evolução, e o geólogo Gaudry que acreditava que “a natureza era operada pelo Criador de acordo com um plano capaz de refletir a harmonia da criação” (Felipe Faria, 2012). Huxley elaborou uma filogenia inicial para os cavalos utilizou ela como um argumento em defesa do evolucionismo. Gaudry escavou estratos do Mioceno e descobriu vários fósseis de equídeos, denominado Hipparion. Ele era um animal muito parecido com os cavalos atuais e possuía dedos laterais, uma característica vista em outros registros fosseis dos ungulados Anchitherium e o Palaeotherium. Kovalevsky então fez diversas comparações entre diversos equídeos (fósseis e viventes) e criou uma sequência evolutiva. Segundo Huxley essa era uma “evidência demonstrativa da evolução”.

De acordo com Kovalevsky a mudança da anatomia basal dos membros ocorreu devido a seleção de animais mais adaptados ao ambiente vegetal que foi modificado durante os anos. Antes do Neógeno — período da era Cenozoica que se iniciou há 23 milhões de anos a 2,6 milhões de anos — esses animais viviam em florestas e após as transformações ambientais se tornaram grandes pradarias. A resposta adaptativa vista foi a evolução do sistema motor que precisaria alcançar grandes velocidades para escapar dos predadores. Não apenas as patas e pernas sofreram adaptações ao longo da evolução como seus dentes. Sua alimentação também foi alterada e ao invés de folhas do ambiente florestal eles passaram a se alimentar de gramíneas. Essa resposta gerou uma dentição mais resistente ao desgaste e mais propicia a mastigação do novo alimento. “A evolução dos equídeos então foi uma inovação na representação visual do processo evolutivo, uma vez que o próprio Darwin havia utilizado esse recurso somente de forma esquemática” (Felipe Faria, 2012).

Artigo fonte: Felipe Faria. (2012). A revolução darwiniana na paleontologia e a ideia de progresso no processo evolutivo. Scientiae Studia, São Paulo, v. 10, n. 2, p. 297-326. <Clique aqui para acessar o artigo fonte>

Legenda e fonte da imagem: Imagem ilustrativa da árvore evolutiva geral dos Equídeos e as mudanças na anatomia esquelética distal do membro anterior. (Extraído do artigo de Nikos Solounias (2018). The evolution and anatomy of the horse manus with an emphasis on digit reduction. https://doi.org/10.1098/rsos.171782)

Publicado por Alexandre Liparini

Mineiro, gaúcho, sergipano, e por que não, alemão? No caminho sempre a paleontologia como paixão e agora como profissão. Adora dar aulas e pesquisar sobre origens e evolução. Se esse for o tema, podem perguntar, por que não?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: