Descoberta de tecidos moles e elásticos em fóssil de um Tyrannosaurus rex

18 de janeiro de 2021

Por: Ana Cláudia Martins

Quando pensamos em dinossauros logo pensamos em fósseis, o que nos leva a pensar em ossos. Pois bem, depois da pesquisa da doutora Mary Schweitzer, podemos associar dinossauros também com achados de tecidos moles e elásticos.

No ano 2000 a doutora Mary H. Schweitzer e seus colaboradores encontraram uma espécime de Tyrannosaurus rex no Hell Creek Formation, um dos mais famosos e intensamente estudados sítios de fósseis de dinossauros. O que parecia ser apenas restos de ossos desarticulados de um tiranossauro com aproximadamente 18 anos de idade, revelou mais tarde, após uma desmineralização por ácido, um grande avanço para a paleontologia molecular.

A descoberta foi no ano 2000, mas foi somente em 2005 que o artigo foi publicado confirmando a descoberta. Isto ocorreu porque o trabalho de escavação dos paleontólogos é feito com muita cautela para nenhum registro fóssil ser danificado de alguma maneira. A equipe da Montana State University passou três verões escavando e desenterrando os ossos, que se encontravam fraturados e comprimidos, porém em excelente estado de preservação.

Durante a escavação e a preparação dos ossos, não foram colocados produtos químicos para a preservação nos fragmentos internos do fêmur. Por meio de um processo de desmineralização por ácido, conseguiu-se remover a fase mineral. Na primeira instância os resultados foram interpretados como provenientes de origem estuária (tipo de formação em que um rio mistura-se com o mar). Porém, a pesquisa da doutora Mary revelou que as estruturas parecem realmente de origem biológica do próprio dinossauro. Os resultados da pesquisa revelaram um tecido que se encontrava vascularizado, possuía elasticidade e resiliência. Os dados da pesquisa parecem indicar que realmente não só foram encontrados vasos sanguíneos e vários tipos de microestruturas que tem morfologia celular, mas, além disso, possuem características que mostram que alguns tecidos moles de dinossauros conservaram também algo da sua flexibilidade e elasticidade originais.

Se pesquisarmos veremos que anteriormente outros pesquisadores já haviam descrito estruturas citológicas com informação molecular preservadas em dinossauros, entretanto a pesquisa da Mary é o primeiro a mostrar que as estruturas conservadas ainda tem flexibilidade, ductilidade, suas cavidades internas e seu caráter tridimensional, características originais do material orgânico. O que caracteriza um marco significante, especialmente se pensarmos que, de acordo com os métodos de datação atuais, esses fósseis teriam uma idade de aproximadamente 68 milhões de anos.

Essa descoberta foi considerada pela revista Discovery a sexta notícia científica mais importante do ano de 2005. Realmente, é um grande avanço para a paleontologia molecular e seus desafios.

Artigo fonte: Schweitzer, M. H., J. L. Witmeyer, J. R. Horner e K. K. Toporski. (2005). Soft-tissue vessels and cellular preservation in Tyrannosaurus rex. Science, v. 307, n. 5717, p. 1952-1955. DOI: 10.1126/science.1108397 <Clique aqui para acessar o artigo fonte>

Fontes complementares:

  1. Discover, Janeiro 2006, Vol. 27 No. 1.
  2. Júnior, Arnaldo de Souza Vasconcellos. 2011. Uma análise Lakatosiana da pesquisa de Mary Schweitzer em biologia evolutiva. Monografia.
  3. Ciências das origens, Segundo semestre 2006, No 12.

Legenda e fonte da imagem: Imagem ilustrativa do Tyrannosaurus rex. (Imagem da Science Photo Library, extraída da BBC News website <link aqui>).

Publicado por Alexandre Liparini

Mineiro, gaúcho, sergipano, e por que não, alemão? No caminho sempre a paleontologia como paixão e agora como profissão. Adora dar aulas e pesquisar sobre origens e evolução. Se esse for o tema, podem perguntar, por que não?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: