O Leão de Natodomeri: crânio de um dos maiores felinos que já existiu é encontrado no Quênia

17 de junho de 2021

Por: Ana Paula Gomes

Pesquisadores encontraram um crânio de um leão, conhecido como Leão de Natodomeri, na região da África oriental, datado do final do Pleistoceno Médio e Tardio, no qual se destaca seu grande tamanho em relação aos leões fósseis e vivos.

Em 2014, Fredrick Manthi foi apresentado à região de Natodomeri por Francis H. Brown. Em 2015, uma equipe de pesquisadores do Projeto West Turkanako (WTPP), liderada por Manthi, permaneceu na região por quatro dias e encontrou 156 fósseis, dentre eles um crânio de leão (Panthera leo).

Na África, os registros de fósseis de leões incluem alguns registros do Pleistoceno Superior na África Oriental, bem como um pequeno número de locais do Pleistoceno Médio e Final na África do Norte e África do Sul. Pouco se sabe sobre a evolução dos leões da África Oriental durante o Pleistoceno Médio e o Pleistoceno Superior, ou seja, o crânio foi o primeiro fóssil de leão queniano descoberto do Pleistoceno Médio e Superior.

Este crânio está entre os maiores crânios de leão já encontrados, sendo maior, inclusive, que os crânios de leões fósseis (como, por exemplo, os da América do Norte e da Eurásia) e viventes. O crânio representa o primeiro sinal da existência de uma população de leões na África Oriental, além de serem equivalentes aos leões que viviam em cavernas no Pleistoceno. Acredita-se também que o grande felino tenha vivido há cerca de 200.000 anos atrás e que o tamanho do crânio pode estar relacionado com a ocorrência da megafauna na região.

Curiosidade: O espécime é rotulado como KNM-ND 59673 e está localizado na seção de Paleontologia do Museu Nacional do Quênia em Nairóbi, Quênia.

Artigo fonte: Manthi, F., Brown, F., Plavcan, M., & Werdelin, L. (2018). Gigantic lion, Panthera leo, from the Pleistocene of Natodomeri, eastern Africa. Journal of Paleontology, 92(2), 305-312. doi:10.1017/jpa.2017.68 <Clique aqui para acessar o artigo fonte>

Legenda e fonte da imagem: Reconstrução artística do leão de Notodomeri. Arte de HodariNundu, extraída de sua página pessoal, em devianart.com/hodarinundu.

Publicado por Alexandre Liparini

Mineiro, gaúcho, sergipano, e por que não, alemão? No caminho sempre a paleontologia como paixão e agora como profissão. Adora dar aulas e pesquisar sobre origens e evolução. Se esse for o tema, podem perguntar, por que não?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: